22.6.12

porque sou teimosa. porque a vida assim o quis. porque estou com pouca liberdade de movimento e com muita liberdade de tempo. porque tenho a cabeça cheia de mundanidades. porque me quero obrigar a registar as pequenas coisas desta fase tão singular. porque não fazê-lo neste mar alto, tão cheio de gente quanto anónimo? aqui vamos, pois. eu e estes pontapezicos que me relembram uma e outra vez que já não estou sozinha comigo. e porque à quarta é que é de vez. demos, então, início aos registos.

Sem comentários:

Enviar um comentário